29 junho, 2015

Salvos da Ira (retomando as postagens..)

Já fazia muito tempo que não postava algo aqui... na verdade tenho muitas meditações para colocar em dia no blog, difícil é tirar um tempo para transcrever da agenda para cá. Essa hoje escrevi no próprio celular, pelo whatsapp para os jovens que lidero em minha congregação, assim que li o versiculo por isso ctrl C+Ctrl V ajudou. Então, segue abaixo o que o ESPÍRITO SANTO ministroy ao meu coração para meditarmos...


"Supliquem ao SENHOR que os salve, todos vocês que são humildes, todos os que obedeceram às suas leis. Vivam humildemente e façam o que é certo. Talvez vocês escapem do castigo no dia da ira do SENHOR." (Sofonias, 2:3 Bíblia Viva)

As vezes o fato de sermos cristãos, fazermos parte de um grupo, uma congregação, ou até  mesmo porque dizemos que cremos em Deus, acaba deixando a falsa sensação de que estamos totalmente isentos de sermos julgados ou de que não temos a possibilidade de passar pelo castigo da ira de Deus...Mas o fato verdadeiro é que como a própria Biblia diz em Lamentações 3:22, a unica razão que o grande amor de Deus nunca termina. A única razão por não sermos completamente destruídos é a misericórdia do SENHOR. Ela é inesgotável.
Somente o sacrifício de Jesus na Cruz foi capaz de aplacar esta Ira, nos dando a promessa de sermoa guardados da fúria de Deus quando ela for derramada sobre a terra no fim dos tempos. Só estaremos de fato seguros e salvos dessa Ira através da obediência contínua e a reverência ao SENHOR em humildade, permanecendo firmes até o dia da Sua vinda.

Com Paixão pelas vidas,
Ester Paixão

16 agosto, 2014


"E nisto conhecemos que somos da verdade, e diante dele asseguraremos nossos corações; Sabendo que, se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas.Amados, se o nosso coração não nos condena, temos confiança para com Deus;" 1 João 3:19-21

Do que o apóstolo João estava falando? De que tipo de acusação ele estava orientando os irmãos a refletirem? 
Se analisarmos bem o capítulo inserido, veremos que ele está instruindo sobre uma mensagem que foi pregada desde o princípio (v.11) O AMOR. E especificamente ele declara nesse capítulo que se trata do amor de uns para com os outros. O versículo 16 diz: "Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos." Será que isso tem saído da letra para a prática em nossas vidas? Quão indiferente muitos tem sido muitas vezes ao olhar somente para seu próprio eu e para aquilo que fazem, sem se importar com quem estava ao seu lado o tempo todo necessitando de ajuda e restauração. Quantas vidas se afastam e não retornam mais, simplesmente pela falta de amor em serem tratadas nas suas fraquezas e aflições. O apóstolo João continua dizendo: "Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade." (v.18) Será que estamos fazendo isso? Tratando os feridos? Cuidando dos aflitos, ajudando com suas necessidades espirituais e muitas vezes físicas? Nos alegramos como quando acontece festa nos céus por um pecador que se arrepende, como aquela mulher que chamou as amigas para comemorarem pela dracrima que achou, ou como um pastor manifesta sua alegria pela ovelha perdida que encontrou, será que manifestamos adoração a Deus e hospitalidade como aquele como pai pelo filho pródigo que retornou?(Lucas 15).  Temos exercido esse amor? Sabemos que a Igreja de modo geral e no mundo todo tem sofrido com os sinais dos fins dos tempos onde Mateus 24:12 já havia alertado que "...por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará." Existe alguma iniquidade barrando esse amor? Iniquidade não está somente na vida daqueles que estão de fora, está muitas vezes no julgar precipitadamente, na língua que difama, no coração invejoso, no orgulho religioso. Essa verdade nos condena? Se não, tenhamos então confiança para com Deus (v.21)

Com paixão de Cristo,

Ester Paixão

01 dezembro, 2013






>> REFLEXÃO – O DESCANSO E HERANÇA DOS LEVITAS

“Porque até agora não entrastes no descanso e na herança que vos dá o Senhor vosso Deus. Mas passareis o Jordão, e habitareis na terra que vos fará herdar o Senhor vosso Deus; e vos dará repouso de todos os vossos inimigos em redor, e morareis seguros. Então haverá um lugar que escolherá o Senhor vosso Deus para ali fazer habitar o seu nome; ali trareis tudo o que vos ordeno; os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta alçada da vossa mão, e toda a escolha dos vossos votos que fizerdes ao Senhor. E vos alegrareis perante o Senhor vosso Deus, vós, e vossos filhos, e vossas filhas, e os vossos servos, e as vossas servas, e o levita que está dentro das vossas portas;” (Deuteronômio 12:9-12)
                                             
Muitas vezes devido às adversidades que enfrentamos em nossa vida cristã o primeiro pensamento que nos vem à mente é desistir, porém ao nos depararmos com as Escrituras vemos que isso não é uma opção para aqueles que entregaram suas vidas a Deus e que nEle se tornaram mais que vencedores.
A palavra acima vem de encontro aos nossos corações hoje e começa dizendo “Porque até agora não entrastes no descanso e na herança que vos dá o Senhor vosso Deus.”  Quantas vezes andamos com as próprias pernas anos e anos achando que estamos indo em direção á terra prometida, nos cansamos em meio a estrada, sentimos o peso de levar tantas coisas no caminho, mas o fato está em entrar “no descanso”  e na “herança” que o Senhor nos dá. Isso implica entendermos qual é o nosso lugar, e que fomos  verdadeiramente  chamados por Ele e para Ele, significa lutar para permanecermos ali por toda nossa vida.
Quando compreendemos isso profundamente, o fardo se torna leve, pois o próprio Senhor nos dará sempre um escape dizendo: “Vinde a mim todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.” (Mateus 11:28) Lutas virão com certeza e muitas, pois nossa posição em Deus é invejada por satanás o qual perdeu este lugar de honra e privilégio, mas observemos o que ainda diz neste texto: “Mas passareis o Jordão...”  ou seja, a batalha vai cessar, a vitória chegará no tempo devido! Basta colocarmos nossa fé em ação, basta nos humilharmos diante da Sua potente mão... ”Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte;”  (1 Pedro 5:6). E a Promessa? “... habitareis na terra que vos fará herdar o Senhor vosso Deus; e vos dará repouso de todos os vossos inimigos em redor, e morareis seguros.”  Você crê nisso??
E Deus diz mais: “... ali trareis tudo o que vos ordeno; os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta alçada da vossa mão, e toda a escolha dos vossos votos que fizerdes ao Senhor.” Ali, exatamente onde Deus nos plantou, ali onde devemos exercer nossos dons, ali onde devemos frutificar é ali que pagaremos nosso voto de servir ao Senhor enquanto vivermos.
Depois de passarmos pelas provas, ao sairmos aprovados diante das disciplinas do Senhor, receberemos também a promessa de alegria: “E vos alegrareis perante o Senhor vosso Deus”... Todos ao nosso redor se alegrarão e “também e o levita que está dentro das vossas portas.”, Nos alegraremos no Senhor, que cuida de tudo, trabalha em nosso favor e age para que todas as coisas contribuam para o nosso bem!


Com amor em Cristo, ESTER PAIXÃO – 01/12/2013.




“... Vocês precisam entender-se uns com os outros...”. – 1 Coríntios 1:10 TM

 Se você continuar abandonando os relacionamentos cada vez que eles atingirem águas turbulentas, acostume-se com a sua própria companhia – ela será a única companhia que você terá! O melhor relacionamento que pode esperar ter é um relacionamento imperfeito, no qual você precisa trabalhar todos os dias. Os relacionamentos não podem ser baseados no fato de que os envolvidos nele têm a mesma ótica, mas em um compromisso de amar um ao outro e em uma disposição de trabalhar em prol da paz. Jesus disse: “Deus abençoa aqueles que trabalham pela paz...” (Mt 5:9 NLT). 

Observe que fazer a paz envolve “trabalho”, mas as recompensas valem a pena. Sempre vale a pena restaurar um relacionamento. Deus quer que valorizemos os nossos relacionamentos em vez de descartá-los toda vez que há um problema. Paulo escreveu: “Se vocês obtiveram alguma coisa como resultado de seguirem a Cristo, se o Seu amor fez alguma diferença na vida de vocês, se estar em uma comunidade do Espírito significa alguma coisa para vocês... Estejam de acordo uns com os outros, amem-se uns aos outros, sejam amigos profundamente ardentes...” (Fp 2:1-2 TM). Nossa capacidade de nos entendermos uns com os outros é uma marca de maturidade espiritual. Deus quer que a Sua família seja conhecida pelo amor. Conflitos e disputas enviam a mensagem errada a um mundo que nos observa. Paulo ficou constrangido quando a igreja de Corinto começou a se dividir em facções que guerreavam entre si e a levarem uns aos outros aos tribunais. “Que vergonha!” ele escreveu. “Com certeza existe pelo menos uma pessoa sábia... que possa decidir um litígio entre irmãos em Cristo” (1 Co 6:5 GNT). Ele ficou chocado e decepcionado por ninguém ser maduro o suficiente para resolver o conflito pacificamente. Então ele escreveu: “Vou dizer da forma mais urgente que posso: Vocês precisam se entender uns com os outros”.

Entender-se com os outros requer mais do que submissão, requer cooperação. Portanto, certifique-se de valorizar os sentimentos do outro! Nunca tente convencê-lo a negar seus sentimentos! Ouça sem ficar na defensiva e demonstre que você entendeu com um movimento de cabeça – mesmo quando não concordar. Os sentimentos nem sempre são verdadeiros ou lógicos, mas até que eles sejam valorizados, você não chegará a lugar nenhum. Davi disse: “Quando... meus sentimentos estavam feridos, eu fui... estúpido” (Sl 73:21-22 GNT). Todos nós agimos mal quando estamos feridos. Mas Salomão disse: “A sabedoria do homem lhe dá paciência; sua glória é ignorar as ofensas” (Pv 19:11 NVI). Quando você está disposto a ter empatia pelos sentimentos de alguém, isso transmite a seguinte mensagem: “Eu me importo mais com o nosso relacionamento do que com as nossas diferenças; você é importante para mim”. Sim, é um sacrifício absorver pacientemente a raiva de alguém, principalmente quando ela é infundada. Mas lembre-se de que é isso que Jesus faz por você! 

Entender-se com os outros significa que você precisa confessar a sua parte. Jesus disse: “Tire primeiro a viga do seu próprio olho; então você verá bem para lidar com o cisco no olho do seu amigo” (Mt 7:5 NLT). Todos nós temos pontos cegos, portanto, peça a um amigo para ajudá-lo a avaliar as suas atitudes e atos antes de se encontrar com a outra pessoa. Pergunte a Deus: “Sou parte do problema? Sou irrealista, insensível, ou sensível demais?”. A confissão é uma ferramenta poderosa! Quando você puder admitir as próprias falhas, isso desviará a ira da outra pessoa porque ela está esperando que você fique na defensiva. Não dê desculpas nem coloque a culpa no outro, apenas reconheça a sua parte. Você diz: “Isso é muito difícil”. Sim, mas Deus “... nos deu este ministério de restaurar relacionamentos” (2 Co 5:18 GWT).

Há duas coisas que você precisa fazer para consertar um relacionamento. Primeiramente, ataque o problema, e não a pessoa. Você não pode consertar o problema se estiver obcecado em definir quem tem culpa. A Bíblia diz: “Uma resposta gentil desvia a ira, mas uma língua afiada atiça o fogo do temperamento” (Pv 15:1 TM). Para solucionar qualquer conflito, a maneira como você fala é tão importante quanto o que você diz. “Uma pessoa sábia e madura é conhecida pelo seu entendimento. Quanto mais agradáveis suas palavras, mais persuasiva ela é” (Pv 16:21 GNT). A implicância não funciona. Você nunca é persuasivo quando é abrasivo! Não use palavras que condenam, diminuem, comparam, rotulam, insultam, relativizam ou que são sarcásticas. Em vez disso, “Use... apenas palavras úteis... para que o que você disser faça bem àqueles que o ouvem” (Ef 4:29 GNT). Em segundo lugar, ponha o foco no seu relacionamento, e não nas suas diferenças. É irrealista esperar que todos concordem em tudo. Mas quando colocamos o foco no relacionamento, o problema geralmente perde a importância, diminui ou se torna irrelevante. Em geral, podemos restabelecer o relacionamento embora sejamos incapazes de resolver nossas diferenças. Sempre teremos desentendimentos honestos, mas com certeza, com a graça de Deus, poderemos discordar sem sermos desagradáveis. 

Podemos andar de braços dados sem ver as coisas pela mesma perspectiva. Isso não significa abrir mão de encontrar uma solução. Talvez vocês precisem continuar a discutir o assunto – mas podem concordar em fazer isso com um espírito de amor. Reconciliação significa fazer as pazes, não necessariamente enterrar o assunto. E então, com quem você precisa entrar em contato? Com quem você precisa restaurar a comunhão? Pegue o telefone e dê início ao processo. 

(Extraído do Devocional Palavra para hoje)

30 março, 2013

Geração Eleita, Sacerdotes do Senhor

Texto base: 1 Pedro 2:1-10

1.  Entendendo o significado de sacerdote na Bíblia – Na antiga aliança, através dos sacrifícios de
animais Deus via os pecados dos homens encoberto e somente o sacerdote poderia ter acesso
direto a Deus pelo povo. Sacerdote na Bíblia também podia se referir ao cabeça do lar, Ex. Noé,
Arão, sacerdote no templo, Melquisedeque, sacerdote e rei (Cristofania), Jesus sumo sacerdote
de todos.)

2.  Uma promessa para o povo de Deus – Êx 19:5-6 “Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a
minha voz e guardardes a minha aliança, então sereis a minha propriedade peculiar dentre
todos os povos, porque toda a terra é minha. E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo
santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel.

3.  Cumpriu-se em Jesus e através dele para todo cristão – Is 61:1 ;6 Como sacerdote ofereceu
sacrifício único, Ele mesmo foi o sacrifício Hb 7.27. Não precisou oferecer sacrifícios de animais,
ate porque esses eram incapazes de purificar alguém. Mas com o seu próprio sangue entrou
uma vez no santuário efetuando eterna redenção Hb 9.12.

4.  Uma herança para cada cristão –  Ap 1:5-6 “E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha,
o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Aquele que nos amou, e em seu
sangue nos lavou dos nossos pecados, E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele
glória e poder para todo o sempre. Amém.
Jesus sendo nosso Sumo sacerdote nos deu como herança o mesmo chamado dele que foi de
viver uma vida de adoração a Deus que levava outros a adorar a Deus.
Ex: Igreja católica - Por muito tempo satanás cegou o entendimento de muitos através da
formação de cleros religiosos onde só eram permitido os sacerdotes do templo terem acesso à
palavra de Deus (Isso de fato acontecia no antigo testamento, mas depois da vinda de Cristo se
expandiu a cada Cristão) e foi através da reforma de Martinho Lutero que ficou ainda mais
evidente.

A diferença entre sacerdotes e ministros de Deus – Ef 4:11 “E ele mesmo deu uns para
apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e
doutores, Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação
do corpo de Cristo;  - Embora todos sejamos sacerdotes de Deus, alguns são escolhidos por
Deus para serem ministros, servindo na casa de Deus através do chamado específico do
Senhor, para instruir e edificar outros Cristãos ao serviço, e ainda no caso do pastor, levar a
mensagem de Deus e prestar contas dessas vidas a Deus - Malaquias 2:15 diz: “Porque os
lábios do sacerdote devem guardar o conhecimento, e da sua boca devem os homens buscar a
lei porque ele é o mensageiro do SENHOR dos Exércitos.”

5.  Nossa função como sacerdotes do Senhor - Heb. 5:1-4 "Porque todo sumo sacerdote tirado
dentre os homens é constituído a favor dos homens no que se refere a Deus, para que apresente
ofertas e sacrifícios pelos pecados; para que se mostre paciente com os ignorantes e
extraviados...E ninguém toma para si esta honra, mas sim o que é chamado por Deus, como foi
Arão"
- Somos chamados a oferecer sacrifícios (obediência, louvores, adoração a Deus) e a
interceder pelos outros ao nosso Sumo Sacerdote e Rei Jesus
- Somos chamados a ter compaixão pelas vidas conduzindo-as à Cristo
- Somos chamados por Deus e não por nós mesmos, por isso temos esse privilégio!

Para finalizar: De volta a 1 Pe 2:5 e 9 .

Ester paixão

TEXTO BASE: Êxodo 3:7-20

Análise rápida do capítulo
1º Deus vê (v.7)
2º Deus ouve (v.7)
3º Deus conhece (v.7)
4º Deus envia (v.10)
5º Deus vai (v.12)
6º Deus faz (v.19,20)

1º Deus vê (v.7) – Deus não é como os Falsos deuses, que tem olhos, mas não vêem...(Salmo 115:5) Ele sempre está atento Observando a vida de cada um.
“Os olhos do SENHOR estão em todo  lugar, contemplando os maus e os bons.”  (Provérbios 15:3)
“Eis que os caminhos do homem estão  perante os olhos do SENHOR, e ele pesa todas as suas veredas.” (Provérbios 5:21)

Curiosidades sobre a visão
85% do nosso relacionamento com o ambiente é através da visão. (Por isso nossa dificuldade em se relacionar com o invisível, e também é por isso que Deus nos orienta a ter fé!)
Você pisca aproximadamente  15 mil vezes por dia (Deus não pisca! ) “aquele que te guarda não tosquenejará.” Salmo 121:3
      A iluminação deficiente faz com que os  olhos se cansem mais depressa (Ande na luz de Jesus para não se cansar depressa  ”Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho.” Salmos 119:10




 Condição: “Eis que os olhos do SENHOR estão sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua misericórdia;”  (Salmos 33:18) Lembre-se: Deus te vê!


2º Deus ouve (v.7) – Deus não só vê como  ouve e o mais incrível é que Ele pode escutar  você mesmo sem você dizer uma só palavra.
“E será que antes que clamem eu responderei;  estando eles ainda falando, eu os ouvirei.” Isaías 65:2
“Não havendo ainda palavra alguma na minha língua, eis que logo, ó SENHOR, tudo conheces. ”(Salmos 139:4)
“Eis que a mão do Senhor não está encolhida, para que não possa salvar;  nem surdo o seu ouvido, para que não possa ouvir;”  (Isaías 59:1)

Curiosidade sobre a audição

 O cerume (a popular “cera”) não é sujeira, mas sim parte de um importante mecanismo de defesa do canal do ouvido contra infecções bacterianas e fúngicas

Deus lhe deu um “filtro” para se defender da  muitas vozes desse mundo, o discernimento do Espírito! “E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes nem para a direita nem para a esquerda.” Isaías 30:2)

3º Deus conhece (.7) – Deus conhece cada um de nós individualmente e em nossa totalidade e fraquezas. Conhece cada estado de espírito que temos, quando estamos bem ou mal. Ele nos conhece tão bem que mesmo quando nós não compreendemos como estamos nos sentindo Ele conhece.

Nas cartas as Igrejas do Apocalipse Deus demonstra claramente que conhece a fundo cada um em particular:

Éfeso - Conheço as tuas obras, e o teu trabalho, e a tua paciência, e que não podes sofrer os maus; e puseste à prova os que dizem ser apóstolos, e o não são, e tu os achaste mentirosos. Tenho, porém, contra ti que deixaste o teu primeiro amor. Apocalipse 2:2-4
Esmirna -  Conheço as tuas obras, e tribulação, e pobreza (mas tu és rico), Apocalipse 2:9
Pérgamo - Conheço as tuas obras, e onde habitas, que é onde está o trono de Satanás; e reténs o meu nome, e não negaste a minha fé, Mas algumas poucas coisas tenho contra ti, porque tens lá os que seguem a doutrina de Balaão, o qual ensinava Balaque a lançar tropeços diante dos filhos de Israel, para que comessem dos sacrifícios da idolatria, e se prostituíssem. Apocalipse 2:12-14
Tiatira - Eu conheço as tuas obras, e o teu amor, e o teu serviço, e a tua fé, e a tua paciência, e que as tuas últimas obras são mais do que as primeiras. Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria Apocalipse 2:-19-20
Sardes  - Conheço as tuas obras, que tens nome de que vives, e estás morto. Apocalipse 3:1
Filadélfia - Conheço as tuas obras;  tendo pouca força, guardaste a minha palavra, e não negaste o meu nome. Apocalipse 3:7-8
Laodicéia  - Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Apocalipse 3:15

Com que igreja você está parecendo? Deus o conhece e o adverte.

4º Deus envia (v.10) Se o nosso problema é espiritual, Ele nos dá o Consolador , o Espírito Santo, se o nosso problema é físico Ele é o Deus provedor. Se o problema não é diretamente consco, Ele nos envia como um agente se socorro.
“E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; “ João 14:16
‘O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.” Filipenses 4:19

5º Deus vai (v.12) Quando estamos passando por situações difíceis ou quando Ele nos chama para ajudar a alguém, Ele não nos deixa só. Ele vai conosco.
Uma frase de Josué Yrion diz assim “Quando Deus chama, Ele capacita, quando Ele capacita, Ele envia, quando Ele envia, Ele supre e quando Ele supre, Ele respalda.”
Temos esse respaldo da própria presença de Deus indo á nossa frente!

6º Deus faz (v.19,20) Seja qual for a área em que precisamos do agir de Deus, Ele promete que fará sua palavra se cumprir. Todos os nossos sonhos, projetos e promessas devem estar em Deus, e assim Ele mesmo cuidará de os cumprir.
E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la. Jeremias 1:12
Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria? Números 23:19

Conclusão – Quando se sentir fraco, sem esperança e achando que Deus não está contemplando sua situação, lembre-se de que Ele é o Deus Emanoel, Deus conosco, presente na angústia e que não muda. Ele nos ouve, nos vê, nos conhece, envia socorro, vai conosco e faz acontecer! Por isso, quando sair vitorioso e aprovado de qualquer situação, glorifique e sirva a Deus de todo coração. (v.12)

Deus agirá através da sua vida e usará sua adoração para testemunhar sua grandeza a todos que o cercam.

Deus abençoe!
ESTER PAIXÃO
08/03/2013






31 dezembro, 2012


 
    UMA PROMESSA PARA 2013...

"Quando passares pelas águas estarei contigo, e quando pelos rios, eles não te submergirão; quando passares pelo fogo, não te queimarás, nem a chama arderá em ti." (Isaías 43:2)

Todos os anos muitos de nós buscamos promessas na palavra de Deus a qual podemos nos apoiar, crer e confiar. Dentre tantas promessas grandiosas que possamos receber da parte do Pai, esta promessa do livro de Isaías para mim foi a que veio de encontro direto ao meu coração neste dia. É uma promessa de resistência e provisão. Não é uma promessa ilusória de que apenas coisas boas virão em 2013, mas uma declaração maravilhosa do cuidado de Deus com nossas vidas independente das situações que venhamos enfrentar. Palavras como "Estarei contigo", "Não te submergirão" e "Não te queimarás" são suficientemente satisfátorias aos nossos ouvidos para acreditarmos que 2013 será uma ano debaixo da poderosa mão de Deus assim como tem sido em todos os anos. Lembre-se sempre que vitórias virão, mas jamais sem batalhas, e mesmo nelas, teremos sempre o Senhor dos Excercitos ao nosso lado nos livrando das grandes águas e do fogo destruidor do inimigo. Ele é comigo, é contigo!

Deus te abenço grandemente! Um feliz Ano Novo na presença gloriosa de Deus!

Ester Paixão.